terça-feira, 2 de novembro de 2010

Anatomia, Xadrez e Poemas...

http://www.ocorpohumano.net/tabid/59/Default.aspx
Porque eramos amigos e às vezes nos amávamos,
talvez para juntar outro interesse
aos muitos que os dois nos obrigavam,
decidimos jogar jogos de inteligência.

Pusemos um tabuleiro frente a nós,
equitativo em peças, em valores,
possibilidade de movimentos.

Aprendemos as regras, juramos respeitá-las.
E a partida teve início.

Eis-nos aqui há um século, sentados, meditando
encarniçadamente
como dar a estoca última que aniquile
de forma inápelavel e para sempre o outro.

Rosario Castellanos

http://www.ocorpohumano.net/tabid/59/Default.aspx
Postar um comentário